terça-feira, 6 de janeiro de 2015

A descoberta da Tumba de Osíris e Lady Falcão

Essa semana li uma reportagem onde acreditam ter achado a tumba de Osiris, o deus dos mortos para os egípcios, fiquei atônita, por que eu já escrito algo parecido em minha história Lady Falcão.  Inclusive um ou dois dias antes eu começara uma uma ilustração da Lisa Hawk, até mostrei o o processo na minha página do facebook.


A Lisa é uma inglesa que tudo o que queria é ter uma vida tranquila chata e comum como todo inglês, mas ela não pode viver o destino de outra pessoa, e não poderá negar o que ela é por muito tempo, sobretudo por que ela tem uma contrametade que clama por ela em sua tumba, a espera que sua magia o desperte, seu irmão Osíris, Lisa na verdade é a encarnação da deusa Ísis. A história é uma versão mais light de Estrela da Morte (vide postagem de 2011). Acontece que arqueólogos acharam a tumba de Osíris e ele precisa que sua amada o resgate e o desperte antes que seu corpo caia nas mãos dos cientistas profanadores. Em transe, a garota consegue enganar seu professor de arqueologia e chegar na tumba antes que tenham encontrado a câmera mortuária, desperta o deus dos morto, mas no processo acaba trazendo aos dias de hoje também seu malévolo irmão Seth... E dai temos a trindade divina novamente nos dias atuais...  
Eu nunca cheguei a dar um fim ao conto, eu queria algo maior que um conto, daí procrastinei até hoje, até  essa matéria incrível. Será que existe uma Lisa Hawk na realidade. Oh sonho...

Mudando de assunto...
O ano passou e eu não mostrei todos os desenhos que tinha feito. Vou mostrar aqui alguns para não perder a ocasião. 


A Urungaiara que eu fiz para um conto lindo da Carolina Mancini lá no Quotidianos...



Cena romântica de um beijo entre elfa branca e elfo moreno...


Eu chamo de Menina fada vitoriana, mas eu me inspirei numa pintura do artista Ethel Porter Bailev, só depois eu descobri que o personagem era um menino, coitado. rs 


Busto de uma sereia que se parece muito com minha irmã.



Esse ultimo é o mais antigo. Era para ser uma diaba, mas virou fada por acabei jogando azul nas asas e gostei, era pra ser asa negra de passarinho...


Eu comecei o ano pintando pratos de porcelana, com os meus desenhos. É uma técnica difícil que eu pretendo aprimorar. 

Lembram do bebê féerico? No prato maior está a minha versão da Bela e Fera. Os pratos estão disponíveis à venda na minha loja A Fantasista.






2 comentários:

ulisses sebrian disse...

Olá Tudo bem! Visitei o seu blog e agora estou como seguidor se não se importa. Divulgue em meu twittter @ulissessebrian Obrigado e sucesso. E também tenho um blog gostaria que visitasse. Histórias empolgantes e que te emocionam. http://migre.me/dVvEK Ou http://truquedevida.blogspot.com.br/ https://twitter.com/ulissessebrian

Celly Monteiro disse...

Olá, Ulisses. Agradeço a visita e a atenção, se forem de coração. Desculpe, mas recusarei sua oferta de visitar o seu blog, não é menosprezando-o ou menosprezando seu esforço de divulgá-lo, mas como uma tentativa de quebrar essa cultura muito comum na internet do: Me siga que eu te sigo de volta, te visitei, me visite de volta. Pois ela torna vazia a relação entre blogueiros e fomenta o jogo de interesse entre eles. Quero que os meus leitores e visitantes representem um número real e significativo, ou seja, pessoas realmente interessadas no que eu publico, mesmo que pouco, não importa. De que adianta um amontoado de pessoas que não estão realmente interessadas, ou que nunca iriam ler as minhas postagens, e que ao invés disso fica enchendo nossas postagens com comentários vazios numa vã tentativa de alimentar uma correntinha infame? Pense a respeito de tudo o que eu disse e talvez descubra uma maneira melhor de conseguir leitores. eu, por minha vez vou continuar exercitando o meu direito de dizer Não a todos os que vierem barganhar favores com gentileza.

Meus selinhos ^^

Meus selinhos ^^
Meus selinhos ^^