quarta-feira, 4 de junho de 2014

Desenhos em grafite

O grafite tem uma textura que me agrada, não é macio demais como o lápis aquarela, não é áspero e fosco como o lápis de cor comum, nem ensebado e embolotado como o giz de cera... Não sei se é por isso que gosto mais de trabalhar com ele ou se é costume mesmo, por que desde sempre foi a única coisa que usei, até procurar aprender outras técnicas.  Com o grafite você pode fazer um retrato a preto e branco, apenas com ele e uma borrachinha, não precisa trocar de lápis, escolher a cor que vai combinar, molhar o pincel, trocar de pincel, fazer camadas e ficar esperando secar, é tudo ali de uma vez só, tão prático. Com ele eu sinto que eu dou um tom mais maduro aos desenhos, coisa que ainda estou tentando fazer com as outras técnicas. Com o óleo é mais fácil, mas com a aquarela é mais complicado. Por vezes gosto mais dos meus desenhos feitos só no grafite, e embora sinta que fica faltando alguma coisa, com um ar de inacabado, reluto em colocar cor. Não sei por que, talvez tenha a ver com esse medo que a gente tem de mudar, de ousar novos caminhos, a sensação de segurança que dá andar por caminhos já andados, embora eu adore o novo e o imprevisível eu tenho muito disso, e acabo que refletindo também nas minhas escolhas enquanto desenho. 

Vou mostrar para vocês alguns desenhos assim só no grafite, alguns eu dei cor, outros eu não ousei.

Rainha pássaro

Gondoleiro sapo

Mãe selvagem e fauninho

Sereia e Cavalo marinho



3 comentários:

Duachais Seneschais disse...

Celly! Que desenhos maravilhosos! Parecem ilustrações de livros fantásticos, mulher! Lindo mesmo! Você trabalha muito bem com grafite e tem um estilo só seu, bem definido.
Quanto a experimentar ou não novas técnicas, acho que ficamos mais confortáveis mesmo com o que já nos acostumamos, mas tem que tentar mesmo, até para mesclar algumas coisas ou conhecer algo novo, pode ser o que você acha que falta na sua arte (na minha opinião está lindo demais, não falta nada). Falando por mim, tenho medo mesmo é de meter a mão e estragar... Colorir ou usar outra técnica e acabar com um trabalho que já estava indo bem. Mas faz parte. Já tentou escanear e imprimir numa gráfica, em papel especial, para tentar umas cores por cima (testar) sem perder o original e continuar trabalhando nele como vc quiser? Estou seriamente inclinada a fazer isso para testar cores...

Celly Monteiro disse...

É uma boa ideia, Dua, mas como eu uso técnicas molhadas não pode ser tinta de impressão pq eu sei que borra quando vc molha, a tinta da xerox eu sei que não borra, então é só eu mandar xerocar em um papel mais grosso pra aquarela, é isso. Vc devia fazer tbm, aliás, desenha mais e mostra pra a gente, até hoje só vi bem poucos desenhos seus. Uma alma tão profunda e misteriosa como a sua deve ter muita coisa bonita pra mostrar em desenhos, desenha que eu quero ver. ;)

Celly Monteiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.

Meus selinhos ^^

Meus selinhos ^^
Meus selinhos ^^