segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Selo "O Blog Necessário"



Domingo passado fui premiada com um selo. Um a lisonjeira indicação do blog Krol, a estranha. Um blog de poemas que é um luxo, tanto no visual quanto na escrita. A Krol também é uma garota incrível, que tem muito a mostrar e ensinar as pessoas!


Como eu posso passar o selo para mais dez blogs também, vi a oportunidade de falar um pouco de alguns blogs que sigo e admiro. Bem, tinham que ser só dez né, então em ordem alfabética...

A fábula inacabada

O blog do Alec Silva. Ele está repleto dos elementos fantásticos de sua nova saga que ele vem escevendo com uma amiga. Vale a pena entrar e ver os dois primeiros capítulos da estória.

Alternativos e independentes


O blog do Snake. O blog é inteiramente dedicado aos novos escritores nacionais. Nele você vai encontrar resenhas, novos lançamentos, curiosidades. Uma variedade de coisas relacionadas a literatura tupiniquim. Mais um dos excelentes trabalhos do Snake.

Brisa Noturna


O blog da Beronique. Música, cinema, textos literários de alta sensibilidade, curiosidades. Tudo sobre o mundo particular de uma garota incrível.

Contos e folhetins


O blog da Maya (MBlannco). É o blog ideal para quem quer mergulhar de cabeça em uma boa leitura. A Maya escreve muito bem, e nesse blog nos brinca com os dezenove primeiros capítulos de uma estória sua “A CORUJA, O MASTODONTE, O FAZEDOR DE BURACOS E OUTROS MISTÉRIOS” Acredite vale a pena ler.

Contos Sobrenaturais Digital Rio


O blog da Anny Lucard. Um blog muito variado e muito interessante. Tem de tudo sobre o assunto. Novidades recentes, resenhas, textos de diversos autores, promoções, divulgações de antologias, tudo de muito bom gosto.

Descaminhos Sombrios


O blog da Tânia Souza; Contos e poesias que permeiam o gênero terror, mas de uma sensibilidade e um lirismo ímpar. Ela me faz ler terror com uma satisfação infinda.

Devaneios Literários


O blog da Mariana Collares. Esse você se apaixona de primeira vista. Ela sabe brincar com as palavras como ninguém, suas crônicas são tudo, tocantes, sarcásticas, divertidas, e, sobretudo, um esmero de escrita.

Lux Aetherna


O Blog da Ultravioleta. Poesia que lhe arrebata. De uma força de expressão quase dolorida, emocionante, chocante, encantadora. Sempre me perco em meio a seus versos, me encontrando a cada nota de lirismo. Dentre os blogs de poesia, este é de longe o meu favorito.

Romances fantásticos, góticos e sobrenaturais


O Blog da jossi Borges. Esse blog é quase enciclopédia do gênero sobrenatural. Nele vc vai encontrar resenhas, sorteios de livros, uma reunião incrível de contos de diversos escritores relacionado ao tema. Além dos textos da Jossi que também são incríveis. Todo dia tem coisa nova, vale a pena visitar.

 Vozes ao Vento
O Blog da Yane Faria. Contos repletos de sensibilidade, carisma, criatividade, sabedoria e delicadeza. Yane é uma escritora que está desabrochando no Webmundo, se aventurando agora em outros estilos, mas que já está se saindo muito bem.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Vulcana, vampira, Pigmalião

Há muito que tenho andado entorpecida, mirando no espelho um rosto que não é meu, nas ruas flagro no olhar dos estranhos o mesmo engano, um logro que aumenta a cada ano.

E esse querer insano que a vida mude, que o mundo tome cor, que essa inanição humana acabe e que os olhos sejam novamente janelas abertas da alma, repletos de calor?

Hoje não sou mais do que uma ilha a deriva, a cada dia mais distante do continente. Já tão farta de vagar entre ectoplasmas, massas humanas indolentes.

Eu me refugio nessa introspecção exagerada, afagando sozinha a face prateada de deuses criados por mim.

Não mais do que uma Vulcana desvairada pintando de anil as paredes cinza de sua caverna. Pigmalião às suas divindades idealizadas dando formas concretas.

Como uma vampira aprisionada em um corpo eternamente juvenil.

Jamais vista além da couraça, por detrás dessa máscara dura e hostil.


Poeminha escrito há muito tempo atrás.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Tinta na ponta da varinha de condão

Fui um bebê na terra dos sangues azuis. Saltei do meu berço de ouro para acompanhar menino que passava no firmamento com estrela na mão. Mas logo me perdi e não soube encontrar o caminho de casa. Nenhuma ilha me esperava no fim daquela jornada.


Fui criança da terra dos meninos perdidos jamais achados. Andava descalço e cabelo emaranhado. Nosso riso cristalino dava voz às cachoeiras. Tinham a nossa tutela, apenas as salamandras do céu. Mas um dia tentando colher da cor da aurora com uma folha de parreira, sumi das vistas das salamandras coloridas. De novo eu era filhote sem ninguém.

Errei para as bandas do monastério. Aprendi a ler os escritos divinos com os sacerdotes do vale do sol. Mas lá era proibido guardar nos olhos aquele brilho de mistério, tentaram fazer da minha face uma máscara só. Saltei a muralha que guardava os herméticos partindo em direção ao "Horizonte Além".

Conheci os nômades de ideias, jamais se prendiam a uma ideia só. Assim que se cansavam da ideia achada, largavam e vagavam a procura de uma que já não fosse tão manjada. Aquela vida não me agradava, tanta procura para não ter nada na mão. Tornei-me miragem do deserto da solidão. Minha imagem afagava os sonhos dos poetas, dos românticos, dos sonhadores, mas desfazia-me com um toque assim que eles estendiam a mão.

Fui mocinha de contos de fadas, mas deixei meu príncipe encantado esperando na estrada com seu alazão com medo da maldição dos "Felizes para Sempre". Uma menina do cabelo comprido já havia me alertado do perigo da vida de tédio que era cuidar da casa, dos filhos, do marido. E no caminho nem mais um dragão...

Por fim resolvi ser gente, e um dia, com lápis e papel na mão, aprendi uma magica diferente.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Conheçam o maravilhoso "Devaneios Literários" de Mariana Collares


"Nenhum homem é uma ilha, um ser inteiro em si mesmo"... O fragmento do famoso poema de John Donne abre as portas do Blog que dá nome a este Livro. E não por acaso. Por não se sentir uma ilha, mas um ser imerso em um mundo de contrastes, a autora deu início a uma coletânea de divagações literárias - obras do pensamento de um ser em movimento, atuante e observador do cotidiano. Este livro é uma coletânea das melhores crônicas publicadas em cinco anos de devaneios.

Mais um que vale a pena ler...

Link para degustação e compra


Conheçam o perfil de Mariana Collares no Benfazeja: Clique aqui

Meus selinhos ^^

Meus selinhos ^^
Meus selinhos ^^